88% dos Cães Sofrem Todos os Dias em Silêncio por esse Grave Problema…

Quem não adora receber uma festa do seu cachorro ao voltar pra casa?! Porém, festa demais pode ser sinal de risco para a vida do seu cãozinho, principalmente quando acompanhada de euforia e comportamentos destrutivos.

Você talvez já tenha reparado que seu cachorro fica um tanto agitado quando você começa a se arrumar para sair de casa. Ele vai atrás, fica amuado, chora, late e tenta entrar no seu caminho.

“Mas é tão bonitinho”, você pensa.

Quando você sai, ele late e/ou anda sem parar, morde os móveis, arranha portas e janelas, lambe compulsivamente as patas, faz xixi e cocô no lugar errado, fica sem comer e extremamente agitado quando você volta, parecendo que vai explodir.

“Mas todo cachorro faz isso. É normal”.

Na realidade, esses sintomas são um grande alerta!
Seu cachorro pode estar doente e você nem faz ideia!

Você já ouviu falar da Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS)?

Uma doença cada vez mais comum entre os animais domésticos, principalmente os cães, e que afeta tanto a saúde física quando psicológica dos animais, além de estremecer a relação entre cão e dono.

Casos severos de SAS, ou tratados incorretamente, estão entre as principais justificativas dos donos para abandono e eutanásia.

Sua taxa de ocorrência chega a alarmantes 40% e é o terceiro problema de comportamento mais frequente da Clínica de Comportamento Animal da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.

Num estudo feito pela UFFRJ, de 93 animais analisados:

  • 88% possuíam hipervinculação com o dono ou alguma outra figura familiar, uma das principais causas da SAS…
  • 31,2% latiam sem parar durante a ausência dessa figura de apego, e…
  • 67,7% tinham comportamentos compulsivos.

A SAS pode afetar cães de qualquer raça, idade, porte e estilo de vida, podendo surgir mesmo que o animal não apresentasse nenhum sintoma antes.

Eventos traumáticos, viagens e brigas podem estar entre causas da SAS, por isso é necessário estar atento aos sintomas que seu cãozinho pode demonstrar, que podem ser:

  • Fica agitado, amuado e/ou irritado quando você sai;
  • Vocaliza (chora, late e/ou uiva) incessantemente na sua ausência;
  • Anda sem parar pela casa;
  • Arranha portas e janelas;
  • Tenta fugir de casa;
  • Morde móveis, roupas, sapatos e/ou paredes;
  • Destrói plantas e decorações;
  • Se auto-mutila mordendo e/ou lambendo as patas ou outras partes do corpo;
  • Não come nem bebe água durante sua ausência;
  • Faz xixi e cocô fora do lugar;
  • Faz festa excessiva e fica eufórico quando você chega em casa;

Se o seu cãozinho apresenta pelo menos 3 desses sintomas, você precisa ficar atento e começar a agir rápido. Quanto antes é iniciado o processo de tratamento, melhor para a saúde e a qualidade de vida do seu melhor amigo.

Veja aqui um vídeo que fiz pra você falando mais sobre essa terrível doença e descubra um método claro, que pode ser aplicado na sua própria casa, para resgatar a calma e a tranquilidade para a vida do seu companheiro!

Aqui está o LINK do Video, clique aqui para assistir, se você identificou esse comportamento no seu cachorro, é melhor assistir agora, antes que seja tarde demais.

No Vídeo eu conto a história de um cãozinho que teve um fim trágico…

Veja aqui a história do Bethoven.

ChamadaHorizontal1