Síndrome de Ansiedade de Separação: 10 Sinais que o Seu Cão tem esse Problema.

Síndrome de Ansiedade de Separação é um problema que acomete muitos cães na atualidade. Com a correria do dia a dia e devido a rotina agitada de seus tutores, eles passam muito tempo sozinhos em casas ou apartamentos, na expectativa dos donos retornarem para dar muita atenção e carinho.

Agora, imagine como é para o seu cãozinho ter esse sentimento todos os dias? Ver o seu tutor sair pela porta e não saber quando ele voltará.

Ser deixado sozinho por horas pode ser muito estressante para o seu cãozinho, principalmente se ele estiver acostumado a ter atenção o tempo todo ou se for muito apegado ao seu tutor.

Síndrome de Ansiedade de Separação: como sei que o meu cão sofre com esse problema?

Listamos 10 Sinais relacionados a Síndrome de Ansiedade de Separação

Cachorro Sombra1 – O Sombra

Seu cãozinho é praticamente a sua sombra!

Te segue em qualquer lugar da casa, está com você o tempo todo recebendo carinho e atenção. Fechar o box do banheiro para alguns, então, é sinônimo de desespero e latidos.

2 – Sinfonia Canina

Quando está sozinho, os latidos e uivos do seu cãozinho são constantes, em alguns casos mais sérios, eles ficam chorando o tempo inteiro aguardando sua chegada.

Cachorro Destruidor3 – Destruidor

Você não pode sair de casa que o seu cãozinho morde móveis, sapatos, roupas, plantas e objetos de decoração, além de arranhar as paredes, portas e janelas de casa.

4 – Greve de Fome

Seu cãozinho não come e não bebe nada enquanto você está fora de casa.

Xixi Fora do Lugar5 – No lugar errado

Na sua ausência seu cãozinho faz xixi e cocô fora do lugar.

6 – O Babão

Quando você chega em casa nota pequenas poças de saliva do seu cãozinho espalhadas pela casa.

7 – Automutilação

Em alguns casos mais sérios, pode ocorrer do seu cãozinho lamber ou morder as patas ou outras partes do corpo provocando feridas.

Cachorro Triste8 – Tristeza na Saída

Quando você se prepara para sair seu cão já fica com aquela “carinha de dó”, fica tristinho e parece que sabe que você vai deixar ele sozinho.

9 – Festa na Chegada

Quando você chega é uma festa só, parece que ele não te via por alguns dias, tamanha a euforia do seu peludo ao ver que você voltou para casa.

10 – O Fujão

Em alguns casos, tutores relatam que seus cães tentaram fugir de casa na sua ausência. A dependência dos cães é tão grande, que não suportam estar separados e fazem de tudo para encontrar novamente seus tutores.

Se o seu cãozinho apresenta pelo menos 3 desses sintomas, você precisa ficar atenta e começar a agir rápido. Quanto antes é iniciado o processo de tratamento, melhor para a saúde e a qualidade de vida do seu melhor amigo.

A Síndrome de Ansiedade de Separação é uma doença cada vez mais comum entre os animais domésticos, principalmente os cães, e que afeta tanto a saúde física quando psicológica dos animais, além de estremecer a relação entre o cão e o seu tutor.

Casos severos de SAS, ou tratados incorretamente, estão entre as principais justificativas dos donos para abandono e eutanásia.

Sua taxa de ocorrência chega a alarmantes 40% e é o terceiro problema de comportamento mais frequente da Clínica de Comportamento Animal da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.

3 dicas que podem ajudar a lidar melhor com esse comportamento:

1 – Aumente a independência do seu cãozinho, por exemplo, fechando a porta do banheiro quando for lavar as mãos, deixando-o para fora por alguns minutos.

2 – Não dê atenção constante ao seu cãozinho quando você estiver em casa, pois quando ele estiver sozinho, não vai receber.

3 – Evite atender todos os chamados por carinho, atenção ou brincadeiras que seu cão fizer, principalmente se ele latir ou pular para pedir. Quando for atende-lo, peça o comando “senta” e só dê o que o cão quiser após ele se sentar.

Veja aqui um vídeo que conta mais sobre essa terrível doença e descubra um Método Claro, que pode ser aplicado na sua própria casa, para resgatar a calma e a tranquilidade para a vida do seu companheiro!

Se você identificou esse comportamento no seu cachorro, é melhor assistir agora, antes que seja tarde demais.

No Vídeo eu conto a história de um cãozinho que teve um fim trágico…

Clique aqui e veja aqui a história do Bethoven.

Gostou desse artigo? Conseguiu identificar algum dos sinais no seu amiguinho?
Deixa seu comentário que queremos saber da sua história e se este artigo foi útil para você e o seu cãozinho!

Até a próxima