Cachorro Arteiro: Devo dar Castigo?

Muitos tutores tem cachorros ativos, agitados e que fazem arte por onde passam, porém, não sabem a melhor maneira de corrigir esse comportamento.

A punição pode parecer sofrimento ou castigo, mas não necessariamente, pois a mesma pode ser encarada como qualquer atitude que interrompa determinado comportamento em seu cãozinho.

Por exemplo, dar bronca, parar de dar um carinho no momento da arte, ignorar, pode ser até uma atitude natural, mas o que se torna mais efetivo com o seu cão?

É importante você conseguir tomar a atitude correta dessa mudança de comportamento no momento certo.

Para ficar mais claro, existem 2 tipos de punição:

A punição negativa

Dar bronca, bater no cachorro, gritar, jogar água, deixá-lo de castigo, podem gerar um efeito contrário na mudança de comportamento que você precisa.

Com certeza fazer coisas que o seu cachorro não gosta ou até demonstrar uma atitude de agressão, pode gerar efeitos totalmente contrários ao que você precisa mudar no comportamento dele, gerando mais agressividade, ansiedade e até depressão no seu cãozinho.

Você hoje, já na sua idade adulta, por cometer alguns erros que não são aceitáveis para algumas pessoas gostaria de levar uma bronca, dedo na cara, gritos e ofensas? Infelizmente muita gente tem esse tipo de comportamento, que é reflexo do que vivenciou durante toda sua vida, começando na infância.

Então essa maneira de punição, não é a mais adequada, pode até mesmo agravar o comportamento errado do seu melhor amigo.

A “punição” positiva, ou Reforço Positivo

É a maneira mais eficiente e sábia de usar para corrigir o seu cãozinho.

Para você conseguir ser efetivo no comportamento do seu cão, é preciso manter uma relação de confiança e respeito com o seu parceirinho.

O Reforço Positivo pode ser aplicado de maneira simples, adicionando algo para reforçar um comportamento, então todas as vezes que seu cãozinho se comportar você vai recompensá-lo com algo que ele gosta.

O Reforço Positivo pode ser qualquer coisa que seu cachorro goste, como uma bolinha, um pano velho, uma corda, um pneu, um biscoito, a própria ração, um carinho, um sorriso ou um gesto que transmita como você está se sentindo. Tudo isso pode ser aplicado como reforço positivo.

É importante ressaltar que o Reforço Positivo não está só ligado a petiscos, como mostramos pode ser aplicado de diversas formas, sendo o agrado com algum alimento que o seu cãozinho goste apenas uma delas.

Esse Reforço gera uma percepção de mudança comportamental no seu cãozinho e não gera medo, transtornos e até sofrimento no seu parceirinho.

Você vai criar com o seu cão uma relação de confiança e respeito, utilizando sempre o amor.

Que tal começar a usar o Reforço Positivo hoje mesmo?
Deixe seu comentário e compartilhe este artigo com suas amigas!

Até a próxima